Dermolipectomia crural

A dermolipectomia crural visa retirar o excesso de pele e/ou gordura localizadas na região interna das coxas. Em alguns casos, é realizada como parte da cirurgia pós-bariátrica, ou seja, naqueles que perderam grande quantidade de peso. Durante a cirurgia, primeiramente é retirado o excesso de gordura através de lipoaspiração e em seguida, a retirada da redundância de pele. Por ser retirada determinada quantidade de pele e gordura, certamente haverá redução variável no peso corporal. Não é, entretanto, o volume retirado que define o resultado estético, mas sim a manutenção da proporcionalidade entre o diâmetro da coxa e o restante do corpo. Caso o paciente esteja com sobrepeso, o resultado pode ser prejudicado, sendo necessário então, a perda de um pouco de peso antes da cirurgia. Resultados satisfatórios são aqueles em que o equilíbrio e a harmonia corporal são mantidos, a despeito do peso total do paciente. As cicatrizes resultantes localizam-se no sulco inguinal (da virilha), local pouco aparente. A fase de evolução das cicatrizes apresenta três estágios:
 • 1° período ou período imediato (até o 30° dia): a cicatriz apresenta-se com aspecto excelente e pouco visível, podendo haver discreta reação aos pontos ou ao curativo.
 • 2° período ou período mediato (do 30º dia até o 12º mês): ocorre espessamento natural da cicatriz e mudança na sua tonalidade, que passa do “vermelho para o “marrom”, com clareamento posterior progressivo. 
 • 3° período ou período tardio (do 12º ao 18º mês): a cicatriz se torna mais plana e assume tom semelhante ao da pele, atingindo seu aspecto definitivo. A cirurgia é realizada sob anestesia geral ou peridural e dura cerca de 3 horas. A alta hospitalar se dá no mesmo dia. Complicações são raras e a recuperação total acontece em 30 dias. O pós-operatório é pouco doloroso, com inchaço variável. Cuidados durante este período incluem repouso relativo, curativos periódicos e drenagem linfática duas vezes por semanas por 5 semanas. Os pontos são retirados entre o 6° e o 15° dia pós-cirúrgico. O resultado final pode ser visto após 6 meses, quando o inchaço é praticamente inexistente. É importante ressaltar que a dermolipectomia crural não impede que o paciente engorde novamente, portanto a manutenção do peso auxilia também a manutenção do resultado estético.

Cirurgia plástica

Dr. Ednei Silva na mídia

Dúvidas e Sugestões

Entre em contato